QUE CONTINUIDADE? QUE FUTURO?

 As Empresas Familiares caracterizam-se por um elevado grau de mortalidade na passagem de gerações por falta de definição clara de três conceitos específicos, críticos para a sua sobrevivência: Família, Propriedade e Gestão. Estas dimensões específicas têm de ser geridas de forma global, coerente e harmoniosa, caso contrário, a Unidade e Dedicação típica das Empresas Familiares transforma-se em Desunião e Negação, conduzindo ao seu desaparecimento na passagem de gerações.

 

Empresas Familiares

 O Protocolo Familiar pretende regular as relações entre os membros da Família que detêm posições na Empresa Familiar, quer como gestores, quer como simples accionistas ou ambas ou, mesmo, como futuros herdeiros, de forma a potenciar os aspectos de Unidade e Dedicação, assegurar a sucessão e a continuidade da empresa, evitando cair nas chamadas Armadilhas da Empresa Familiar.


Pedir mais informaçãoes sobre este serviço